quinta-feira, 3 de julho de 2008

Para quem sente e para quem diz não sentir

Amanheceu e nada!
Pensei que ao abrir a janela fosse ver milhares de pessoas me esperando com os parabéns engatilhado na goela, ou receber saudações de estranhos que passavam por mim na rua.
A gente sempre espera demais de certas coisas e a decepção por uma naturalmente anormal às vezes existe e fere.
O motivo dessa esperança será carência? Será que todos nós somos carentes?
Acho que carecemos de atenção e um pouco a mais de atenção é bom até para aqueles mais frios e sem sentimentos. No fundo todos nós caímos em contradição quando o sentimento existe seja lá ele qual for.
Frios ou quentes estamos vivos e ao sentir toda essa variedade de sentimentos, devemos refletir e aprender em que contexto eles aparecem. Talvez essa seja uma maneira de prever que atitudes tomar em determinados momentos decisivos em nossas vidas.
Sinta e aprenda!
Muitas vezes senti e não dei a mínima.

6 comentários:

Anônimo disse...

Nossa, muito forte. Triste também.
Somos assim? Carentes por natureza?
Esperamos emoçoes de pessoas erradas? Ou simplesmente esperamos demais?

Um Beijos

Marcus Vinicius disse...

Daniel, meu amigo, belo texto o seu!!! Permita-me discordar em parte!!! Somos carentes eventualmente, mas penso que sempre, sempre, sempre necessitamos de reconhecimento. Triste aquele que se vê solitário diante do mundo. Sozinho, às vezes, pois é uma escolha própria. A solidão é a ausência completa de reconhecimento. Viver em sociedade em reconhecer-se no outro e ser reconhecido por ele. Grande abraço!!

Werthmüller, Heidy Hellen disse...

Grata pelo comentário!
Belo texto, concordo em parte!
muito interessante esse ponto de vista.

Abraço
Werthmuüller, Heidy Hellen

pepilu disse...

Em algum momento da vida, alguem cético vai aprender ser este texto um fato.
Lindo, parabéns.

Dani disse...

Eu sinto, sou qause que um sentimento ambulante, e muitas vezes me sinto carente...
Acho que o excesso de sentimento, também tras a carencia..Não pode ser?

Daniel Simonian disse...

Acho que trás sim Dani, acho até que os mais sentimentais são os mais carentes!