terça-feira, 24 de março de 2009

Show de domingo

Nervosismo. Os sentimentos são muito inesperados mesmo. Nunca pensei que fosse sentir isso, e ainda mais por um homem! oO
Calma, apesar desse ano ser o ano dos 24 anos não mudei de time não.
Dia 22 agora, fui, junto com minha namorada Lígia e irmão Caio, ao show do Radiohead não por causa deles, mas sim, pelos Hermanos que tanto admiro.
Puta show, haviam comentários de que o show deles no rio tinha sido ruim, que a volta deles estava desanimada, mas não vi nada disso no show de São Paulo.
Junto com as dancinhas do Amarante, o Marcelo Camelo estava desengonçado como sempre e o Barba e o Medina estavam bem empolgados também, porém abusados. Algumas viradas de batera frenéticas e letras esquecidas pelo Amarante deram essa impressão. Disseram numa entrevista após esse show que estavam bastante concentrados em tocar certo e bem. Talvez isso tenha dado uma travada neles no Rio, pelo que disseram no show de lá. Mas graças à Deus que vi o de São Paulo junto com os outros 29.999 pessoas lá presentes.
Enfim.. o nervosismo.
Os Hermanos estavam na pista, junto com a galera! Descobri porque vi o Bruno Medina andando por lá, o segui e ele entrou numa dessas portinhas para vips e perguntei para o segurança se eu poderia entrar. Claro que não! Mas pelo menos me valeu a informação de que eles estariam pela pista. Lá fui eu, acompanhado de Lili, atrás deles. Achamos o barba e tiramos uma foto e tal. Na verdade queria ver o Amarante.
Sentados como quem não quer nada (nada mesmo porque o cd novo do Radiohead não é lá essas coisas) a Lígia reconheceu, pelo sapato, o Amarante, pelo sapato!
O fdp estava com uma camisa na cabeça para não ser reconhecido. Ficamos uns 30min ensaiando o que falar pra ele e foi nesse momento em que me senti um adolescente nervoso, cagão, sem chão, não tinha chão ali mesmo!
Fui falar com ele e foi foda!
A gente acha que essas pessoas não existem, alias, que só exitem em cima do palco e gravadas num cd.
Muito bizarro ver um ídolo cara à cara.

11 comentários:

Cris disse...

O nome disso é admiração de fã. Paresse que o mundo parou de girar mas a sua cabeça continua girando... Mas é um pânico bom.
Reconhecer pelo sapato?! hauhauhuahahuauhauuahuahuhuah

S2

André disse...

"Paresse" que tem alguma coisa errada. Parece?

É sempre bom admirar alguém.. Na música, na profissão e mais ainda pra ti, na conciliação dos dois.
Eu costumo admirar pessoas mais "reais", pessoas que me ensinam muito na vida e na profissão, com o foco em boas virtudes e na busca do aprendizado que pode ser adquirido. Assim, quem sabe um dia eu possa ser admirado por alguém, ou até hoje sem saber.

Luiza-Taubaté disse...

E foi melhor do q poderia ser,dps da repercussão negativa do show do RJ,a apreensão do show de SP foi revertido em 100% satisfação!Msm ter quase morado na Rebolsas por uma gde parte de tempo como vc sabe!haha E CARAAA O SAPATO DO AMARANTE..simplesmente inconfundivel!Vc soh esqueceu a parte final..qdo vc fez desconhecidas COMO EU morrerem de inveja por não ter visto o Amarante passando ao lado! enfim..foi foda demais!

Juliana - Campos do Jordão disse...

Foi o sapato verde mais legal de todos os tempos que permitiu vocês dois de ficarem frente a frente com o Graaande Amarante (brother, ta sempre lá em casa haha!)
e foi a minha mania de nao reparar tanto que me fez confundi-lo com o Moretti (AI COMO EU SOFRO!)

é mesmo incrivel como essas coisas mexem com a gente, mesmo que se diga 'ai que bobagem ficar tietando!', é um sentimento inexplicavel! sem medida! os caras são muito bons, como eles mesmo dizem sem modestia! haha
o show de SP valeu cada centavo, cada hora no transito, cada entrada perdida, cada volta na Rebolças! foi perfeito! =]
e enfim...de volta ao mundo real, em que as pessoas nao vão entender tudo isso e vão nos chamar de loucos! haha!
=*

Daniel Simonian disse...

Haha, é verdade como os valores não são iguais.
Pra uns tudo e pra outros nada!

Bjos pra vcs, e visitem sempre!! hehe
Manteremos o contato e quem sabe a gente não faz um show por ai!!
Bjos! ;)

Gisele Sanches disse...

cara, que emoção, ler seu post.

Lígia disse...

Eu tenho tremedeiras até hoje só de pensar no que aconteceu. Será que é patológico? Tipo uma sindrome, só que neste caso, sindrome de realização, pq a gente gosta dele pra CARLAHO, né amor?

Lígia disse...

Este presente de aniversário eu não troco por nada.

Lígia disse...

Este presente de aniversário eu não troco por nada.

Daniel Simonian disse...

*-*

ivan delgado disse...

só comentei pq eu gosto de você