segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

Poker de domingo

Com um fullhouse na mão, escondi minha felicidade diante da mesa. O suor já escorria nos pelos do meu peito, apesar da noite quente, era, também, a felicidade tentando sair de alguma maneira de dentro de mim.
Apostei tudo que podia, e o viado do Luquinha (primeira vez no jogo) pagou pra ver.
Eu, como quem vai tirar o pirulito da boca de uma criança, abaixei minhas cartas com o sorriso na cara.
Eu - "Fullhouse de Joker".
Ele nem falou nada, abaixou, e as cartas brigaram como dois cães de raça, e, pela regra, perdi tudo. Ele tinha de Rei.
Sorte de principiante?
Anota aí!

4 comentários:

van delgado disse...

nossa se arrombou.

wendell penedo disse...

não sabe jogar truco, joga poker. bichola.

Ana. disse...

HAHAHAH.

Marilia Oliveira disse...

hauhuahuhauahuhauha pelo menos vc se vingoui e me ferrou com uma quadra de 5